• Confira nosso material com tudo que você precisa saber sobre LGPD. Baixe agora o nosso e-book gratuito!
  • baixe o e-book
  • Siga-nos no Facebook
  • Siga-nos no Twitter
  • Siga-nos no Linkedin

(51) 3026-8282


Blog

20 de Dezembro de 2017

Conversas difíceis no ambiente de trabalho

Fugir de conversas que podem ser complicadas é um instinto natural, pois tentamos evitar situações de desgaste emocional. Nenhuma pessoa gosta de falar sobre resultados abaixo do esperado, ser duro em uma negociação, discordar de um colega e expor um pensamento que vai contra a maioria. Entretanto são essas situações que proporcionam a diversidade de ideias, aumentam a criatividade, evitam o retrabalho, previnem que o ambiente se torne hostil e que soluções inovadoras sejam encontradas.

Por isso é importante criar uma cultura empresarial que facilite o diálogo, a transparência e a troca de experiências. Para isso é preciso aceitar algumas condições, como que é impossível deixar de lado aspectos pessoais, estar aberto para ouvir e não se prender as hierarquias. Preparamos algumas dicas para ajudar você a falar sobre questões sensíveis, confira.

Prepare-se
O primeiro passo para uma conversa difícil é não encará-la dessa forma. Rotulá-la assim tende a gerar nervosismo e ansiedade, busque enxergar a situação de maneira mais positiva. Não vendo a conversa como um embate, mas como uma oportunidade de oferecer alternativas e buscar soluções.

Além disso, é importante organizar a fala, anotando os tópicos que precisam ser abordados. Mas tenha flexibilidade, evitando um tom formal na conversa. Também faça pesquisas que fundamentem seus argumentos e comprovem a relevância da sua ideia.

Compreenda
Buscar conhecer o seu interlocutor também é uma boa ideia. A forma de conversar varia conforme a pessoa e seu perfil. Por isso ajuste sua fala de acordo com quem você precisa falar.

Também busque compreender o ponto de vista do seu interlocutor, se não tiver certeza sobre o que ele pensa, pergunte. Em um processo de diálogo é importante ouvir a todos, não tenha preconceitos com os diferentes níveis hierárquicos.

Na hora da conversa, lembre-se de expor suas necessidades. Comunique o que você precisa, suas razões e como as coisas devem ser feitas. Assim, você ajudará as pessoas a entenderem o que estão fazendo, produzindo sentido e as deixando mais motivadas.

Keep Calm
Foque no problema que deve ser discutido, não leve as discussões para o lado pessoal. Ataque os fatos, não o interlocutor. Meça suas palavras, evite qualificar a outra pessoa com termos pejorativos ou críticos, ao invés disso busque explicar como as coisas devem se dar ou agir.

Manter a calma é essencial, uma pessoa irritada não consegue se expressar da melhor forma. Faça pausas, respire fundo e tente se acalmar antes de seguir a conversa. Ter uma postura construtiva também ajuda bastante nessas conversas. Não fale apensas dos problemas, mas busque encontrar soluções, propor ideias e ações.

Pós conversa
Depois de uma conversa dessas pense sobre o que aconteceu de positivo e negativo, avalie suas reações e as dos outros. Busque apreender com quem lida bem com essas situações e com o que ocorreu.